terça-feira, 19 de outubro de 2010

O que faz a diferença no varejo?

Não há uma única teoria capaz de responder a essa pergunta. As variáveis e os estudos são inesgotáveis quando se trata de descobrir a melhor forma de vender produtos de moda.
Porém posso falar por mim, como consumidora...loja muito arrumadinha, com cara de que não passou gente por ali, soa desagradável. Cabides distribuídos por cor, vendedoras prontas esperando você entrar como soldados prontos para te arrastar pro consumo? Não mesmo! Prefiro lojas que dão ênfaze ao produto (e ele não precisa estar separadinho por cor pra chamar nossa atenção). Gosto de onde eu me sinta em casa (tá eu sou bagunçeira), mas quem passa o dia com tudo 100% organizado por perto? Quero me sentir à vontade, confortável na hora de gastar o meu dinheiro. 
O que causa mais impacto? Um arco-íris ou um Monet? 
O que você prefere na hora de comprar: um balcão que você tem medo de desarrumar ou aquela loja aconchegante que te deixa super à vontade na hora de escolher e experimentar tudo?
Sabe o sofá cheio de roupa? Acho o máximo, que cama não fica assim antes daquela festa?
Então, concluindo acho que a loja tem a obrigação de fazer uma ligação emocional entre você e o produto, se quiser um produto bem dobrado ou organizadinho basta comprar online.
As duas imagens abaixo são da mesma loja (sem nome), antes e depois de uma arrumaçãozinha!

 Antes uma loja normal - clean e funcional - você consegue visualizar toda a variedade de produtos - mas, com cara de loja....falta alguma coisa - !
Depois uma loja emocional - "cara de usado", desperta o desejo de olhar e tocar - te deixa à vontade - proporciona conforto - cara da casa da avó.
Para mim esse tipo de "arrumação" desperta mais o interesse visual do que a outra. A disponibilidade das peças e o tapete criaram uma textura o que confere uma sensação de aconchego.
Dizem que gosto pessoal não se discute, mas aqui o espaço é seu, então fique à vontade para dar a sua opinião.
Fonte:Printmag

5 comentários:

lila pink disse...

Otiimas dicas aqui, adoreii!!!
grande beijo

Rafa Bastos disse...

Concordo demais! É muito chato entrar numa loja e se sentir analisada pela vendedora e não acolhida, ou entrar numa loja tão perfeitinha que dá até medo de mexer ou provar as roupas.
Bjuu

Anônimo disse...

concordo tb!!!odeio aqueles robozinhos na porta de loja esperando pela presa...posso dizer que aqui eh bem diferente viu...pelo menos nas lojas que gosto ate sinto falta de alguem por perto..rs
xeeeru

Anônimo disse...

Nossa, Cris, sempre tive esta percepção e achava q talvez houvesse algo d errado comigo. Agora percebo q não. Dou treinamento para atendentes de loja e sempre passo para elas não se comportarem d maneira q deixem o consumidor pouco a vontade.
Adorei este artigo, e m idenfifiquei com asua filosofia.
Bjks

Sandra Paiva

Sou Sandra Paiva disse...

Nossa, Cris, sempre tive esta percepção e achava q talvez houvesse algo d errado comigo. Agora percebo q não. Dou treinamento para atendentes de loja e sempre passo para elas não se comportarem d maneira q deixem o consumidor pouco a vontade.
Adorei este artigo, e m idenfifiquei com asua filosofia.
Bjks
http://gataesapato.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
;